Atualidades do IPB

Atualidades do IPB

- - 28/abr/2017 20:43


Seminário "O Parque Natural Regional Vale do Tua: trajetória e desafios" e "O ajustamento do Marketing Turístico aos diferentes nichos e equipamentos turísticos"

O Parque Natural Regional Vale do Tua, criado no ano de 2013, agrega cinco concelhos de culturas e tradições identitárias, que faz com que exista uma grande diversidade de escolha, por parte de quem o visita, ao nível da gastronomia, vinhos e artesanato, geologia e hidrogeologia, micro-reservas, e flora e agrossistemas.


A IPI – Consulting Network providencia serviços avançados em diversas áreas da sustentabilidade dos territórios, as indústrias criativas, a economia social, entre outras, extraindo todas as oportunidades para construir projetos com sucesso e resultados duradouros. 

Sessão por:

I. Artur Cascarejo, diretor da Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua, desde 2013.
Licenciado em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Fez uma qualificação em Ciências da Educação, pela Universidade Aberta. É Professor do Quadro de Nomeação Definitiva da Escola Secundária de Alijó, desde 1992.

II. Carlos Medeiros, presidente da direção da IPI – Consulting Network.
Ph.D of Philosophy em Antropologia Social pela London School of Economics da Universidade de Londres e é licenciado em Direito e em Ciências Sociais e Políticas pela Universidade de Lisboa. Lecionou em diversas universidades em Portugal, nos EUA e no Brasil e foi fundador e diretor do Centro de Estudos da Universidade Católica Portuguesa (CEPCEP). É autor de mais de 50 publicações e foi fundador e diretor das Revistas Raiz e Utopia e Povos e Culturas, da UCP.

Objetivos gerais:
- Proporcionar uma reflexão sobre os caminhos possíveis na gestão do património cultural e natural na região transmontana.

Objetivos específicos:
- Compreender o papel do Parque no desenvolvimento do território.
- Refletir sobre as melhores práticas de marketing turístico para a criação de valor.

Público-alvo: comunidade académica, quadros técnicos e dirigentes de instituições turísticas e culturais, empresários de unidades de alojamento e restauração, outros interessados na temática.

Grande Auditório da EsACT-IPB
3 de maio de 2017
Das 14h30 às 16h00

 

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Ciclo de Palestras em Administração Autárquica - Gestão da Informação e do Conhecimento

A economia da sociedade globalizada e interdependente traz mudanças radicais em termos do surgimento de uma nova sociedade, a sociedade da Era da Informação, que coloca o conhecimento como o ativo de produção mais importante. A gestão do conhecimento é uma área à qual tem sido dada mais atenção nas últimas décadas. Trata-se de

uma área transversal que possui diversas áreas correlacionadas, principalmente a Gestão Estratégica, a Teoria das Organizações e Sistemas de Informação.

Sessão por:
Elisabete Paulo Morais

Elisabete Paulo Morais é professora coordenadora da Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo (EsACT) do Instituto Politécnico de Bragança (IPB). É licenciada em Engenharia Informática pela Universidade de Coimbra, Mestre em Gestão da Informação pela Universidade do Porto e Doutorada em Informática, com o tema de tese “Maturidade do Negócio Eletrónico – Constrangimentos Associados à sua Evolução” pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

É coordenadora do Departamento de Informática e Matemática, Vice-Presidente do Conselho Técnico-Científico da EsACT e membro do Conselho Técnico-Científico do IPB.

Desenvolve a sua atividade de investigação na área dos Sistemas de Informação, faz parte da Comissão Científica de várias conferências internacionais e autora/coautora de vários artigos científicos em revistas e conferências.

Objetivos gerais:
Perceber o contexto das organizações do Conhecimento e da necessidade da gestão do conhecimento nas mesmas.

Objetivos específicos:
Pretende-se aprofundar as seguintes matérias:
- Os impactos da sociedade da Informação
- A reinvenção das organizações: Learning organization
- A informação e o conhecimento como recurso no contexto das organizações
- Dos dados ao conhecimento
- Tipificação do conhecimento
- Organização do conhecimento
- Modelos de sistemas de informação
- Modelos de Gestão do Conhecimento
- Segurança da Informação

Público-alvo: Comunidade Académica e Científica, Quadros Dirigentes e de Chefia, Técnicos Superiores e Técnicos; Diretores, Gerentes, coordenadores,consultores e profissionais de nível superior que atuem ou pretendam atuar como gestores da informação ou, ainda, que visem aprimorar seu desempenho em ambientes corporativos amplamente envolvidos com as tecnologias da informação; Outros interessados na temática.

Sala de Visionamento (B1.09) da EsACT
Dia 5 de maio de 2017
Das 14h30 às 16h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA RECEBE PELA 2ª VEZ O WORKSHOP “COMO CONSEGUIR EMPREGO EM 30 DIAS”

Em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança (IPB), Escola Superior Agrária (ESA), a Associação Académica do IPB e Associação de Estudantes da ESA, Pedro Silva-Santos, autor do livro “Como conseguir emprego em 30 dias “, apresentará pela 2ª vez, o workshop “Como conseguir emprego em 30 dias”.

Links:

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Ciclo de Palestras em Administração Autárquica - AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS EM CONTRATAÇÃO PÚBLICA

Em procedimentos de formação de contratos públicos, em que seja apresentada mais do que uma proposta, torna-se necessário proceder a uma avaliação, para determinar qual das propostas deverá ser a escolhida. A avaliação é, assim, um momento determinante, que está dependente de um conjunto de escolhas que a entidade adjudicante deverá realizar numa fase inicial do procedimento com respeito pelas exigências constantes do Código dos Contratos Públicos. Com esta palestra pretende-se justamente chamar a atenção para a essencialidade desta fase e para os diversos problemas que a mesma comporta.

Sessão por:
Luís Verde de Sousa

Luís Verde de Sousa é assistente convidado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, advogado e jurisconsulto, desenvolvendo a sua investigação académica e prática forense na área do direito administrativo, com particular incidência no universo da contratação pública. É mestre em ciências jurídico-políticas, tendo publicado a sua tese sobre a negociação nos procedimentos de adjudicação, sendo ainda autor de diversas publicações na área. Desempenhou funções de perito na apreciação da legalidade de procedimentos de adjudicação e de júri em procedimentos concursais. É árbitro em processos sobre contratos públicos e tem integrado grupos de trabalho de acompanhamento do processo legislativo de diplomas com relevância em matéria de contratação pública. Tem, ainda, lecionado em vários cursos de pós-graduação em contratação pública, organizados por instituições de ensino portuguesas e estrangeiras, e participado em diversos colóquios e conferências sobre a matéria. É colaborador do conselho de redação da Revista de Contratos Públicos portuguesa.

Objetivos gerais:
- Analisar alguns aspetos da fase de avaliação de propostas apresentadas no âmbito de procedimentos de contratação pública desenvolvidos ao abrigo do Código dos Contratos Públicos.

Objetivos Específicos:
Pretende-se aprofundar as seguintes matérias:
- A distinção entre a fase de análise e avaliação de propostas;
- Os critérios de adjudicação;
- A construção de um modelo de avaliação (fatores, subfactores, coeficientes de ponderação, escalas de pontuação, fórmulas matemáticas e descritores de impacto);
- A aplicação de um modelo de avaliação;
- A resolução de problemas de empate entre propostas.

Público-alvo: Trabalhadores da Administração Pública Central e Local que lidem com as matérias objeto de formação interessados em atualizar conhecimentos, Comunidade Académica e Outros interessados que lidem, no âmbito da sua atividade profissional, com os processos de contratação regulados pelo Código dos Contratos Públicos.

Sala de Visionamento da EsACT
Dia 29 de abril de 2017
Das 10h00 às 12h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO (BI) - Bolsa de investigação para Licenciado

Ao Abrigo do Regulamento de Bolsas do Instituto Politécnico de Bragança, aprovado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, nos termos da Lei no 40/2004 de 18 de Agosto, encontra-se aberto concurso para apresentação de candidaturas a uma Bolsa de Investigação (BI) para Licenciado para um período de três (3) meses.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DE UMA BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Encontra-se aberto concurso, de 24 de abril a 8 de maio de 2017, para apresentação de candidaturas a uma Bolsa de Iniciação Científica no âmbito de investigação no tema “Degradação do solo e mudanças no uso da terra em áreas suscetíveis à desertificação” a decorrer na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança. O bolseiro/ bolseira irá efetuar trabalhos no âmbito da avaliação e cartografia da erosão hídrica dos solos.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Seminário "Carnaval dos Caretos de Podence e internacionalização: é possível ir além da UNESCO?"

O Carnaval dos Caretos de Podence é o caso mais mediúnico do complexo festivo a que se convencionou chamar globalmente “festas e rituais de inverno transmontanas”. Gozando não só de fama mas também de proveito, Podence é hoje uma aldeia onde a economia cultural, particularmente aquela impulsionada no período carnavalesco tem uma

importância tal que é possível sentir-lhe o eco por toda a região. Hoje Património Cultural Imaterial de Portugal, o Carnaval de Podence posiciona-se agora em busca de um reconhecimento internacional através da inclusão nas concorridas Listas do Património da Humanidade da UNESCO. Que vantagens poderá ter este reconhecimento para o caso específico de Podence, e que dilemas tem trazido, que problemas poderá gerar?

Sessão por:
Patrícia Alexandra Nunes Cordeiro
Socióloga, licenciada pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
Frequentou o Mestrado em Gestão Cultural na Faculdade de Ciências Económicas da Universidade de Barcelona (Espanha) e na Faculdade de Economia da Universidade de Bolonha (Itália) em regime de intercâmbio.
Tem formação em Inventário do Património Cultural Imaterial (DGPC/UAB).
Trabalhou num projeto de animação sociocultural em Brescia Itália em contexto de agroturismo (Centro Giocco Educativo), e num projeto de intervenção sociocultural em Barcelona envolvendo comunidades rurais da região, desenvolvido pela Companhia de Dança Iliacan/Cooperativa Cultural La Caldera. Colaborou na conceção e implementação de dois projetos de registo audiovisual de práticas tradicionais agrícolas na região Centro.
É responsável técnica pela elaboração do processo de Inscrição da Festa de Carnaval dos Caretos de Podence no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.
Autora do volume da coleção “Rituais com Máscaras” (Progestur/Inatel) sobre o ritual de Carnaval dos Caretos de Podence. Desenvolve, atualmente, trabalho de inventariação e implementação de planos de preservação e salvaguarda de património cultural imaterial nos municípios de Macedo de Cavaleiros (Festa de Carnaval dos Caretos de Podence), Mirandela (Festa dos Caretos, de Santo Estevão e dos Rapazes de Torre Dona Chama) e Bragança (confeção artesanal de cuscos/couscous).

Objetivos gerais:
 - Proporcionar uma reflexão sobre os caminhos possíveis na gestão do património cultural imaterial, olhando particularmente para o caso do Carnaval dos Caretos de Podence.

Objetivos específicos:
- Compreender os contextos de transformação de uma prática cultural específica de uma comunidade em evento cultural de interesse “turístico”.
- Compreender o conceito de património cultural imaterial e a sua introdução nas políticas culturais internacionais e nacionais.
- Refletir sobre o papel e efeitos dos instrumentos legais de registo/reconhecimento do património cultural imaterial: Inventário Nacional do PCI e Listas da UNESCO.

Público-alvo: comunidade académica, quadros técnicos e dirigentes de instituições turísticas e culturais,  empresários de unidades de alojamento e restauração.

Grande Auditório da EsACT
Dia 19 de abril de 2017
Das 14h30 às 16h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Estágios - NATO HQ SACT Internship Programme 2018

Estão abertas as candidaturas ao NATO HQ SACT Internship Programme 2018.

O programa de estágios é dirigido a cidadãos dos países pertencentes à NATO, com idades compreendidas entre os 21 e os 35 anos, que se encontrem a frequentar ou tenham concluído recentemente cursos conferentes do grau de licenciatura e/ou mestrado.

Este programa faz parte da estratégia do HQ SACT em fomentar uma comunicação mais abrangente entre nações, através da promoção de oportunidades para que os alunos de países da NATO possam desenvolver atividades em conjunto com os organismos internacionais, civis e militares, sob a égide daquela organização, que lhes permitam o incremento de conhecimentos e competências no âmbito dos conceitos, capacidades e doutrina da Aliança Atlântica.

Informação mais detalhada sobre as áreas de especialidade, os locais de estágio, os objetivos dos programas, os critérios de elegibilidade, bem como todo o processo de candidatura, poderá ser consultada no portal do programa em apreço, http://www.act.nato.int/act-internship-programme-2018 ou solicitada através do endereço de correio eletrónico intern@act.nato.int.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

tendArmada 17

O projeto TendArmada, evento dinamizado pelos alunos do 3.º ano da licenciatura de Animação e Produção Artística do Instituto Politécnico de Bragança pelo 7º ano consecutivo, decorrerá nos dias 29, 30 e 31 de maio de 2017 e pretende oferecer, não só aos alunos dos cursos de artes da cidade de Bragança, mas também aos restantes alunos e comunidade Brigantina (incluindo estudantes internacionais), experiências artísticas e de lazer onde possam aprender e desenvolver-se culturalmente, bem como promover momentos mais descontraídos e animados por diversos espetáculos, desde bandas de diferentes tipos de estilos, a espetáculos de performers diversificados ou, mesmo, momentos de entretenimento e lazer.

Dias 29, 30 e 31 de Maio: tendArmada17, esperamos por ti!

Days 29, 30 and 31 of May: tendArmada17, we wait for you!

Mais informação em: https://www.facebook.com/tendArmada/

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Ciclo de Palestras em Administração Autárquica - PPA#3

I - Sistema Eleitoral e Regime de Funcionamento dos Órgãos das Autarquias Locais; II – Contencioso da Contratação Pública



I -
Sistema Eleitoral e Regime de Funcionamento dos Órgãos das Autarquias Locais

Objetivos gerais:
- Analisar o sistema eleitoral direto e proporcional para os órgãos deliberativos do município e da freguesia; sistema eleitoral direto e proporcional para o órgão executivo municipal e indireto para o órgão executivo da freguesia; o método D’Hondt;
- Abordar a composição e funcionamento dos órgãos executivos e deliberativos do município e da freguesia – Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei nº 5-A/2002, de 11 de janeiro, e Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro.

Apresentação por:
José António Costa Ferreira

Historiador / Investigador do NEDAL - Núcleo de Estudos de Direito das Autarquias Locais da Universidade do Minho.
É Mestre em História Política Institucional Contemporânea, na área de Administração Local e Regional. 
Autor, em outras obras, de:
- “O Poder Local e Regional na Assembleia Constituinte de 1975-1976” - Assembleia da República e Dom Quixote, 2007;
- Colaborador de «Política e Órgãos Políticos» na edição da “Enciclopédia Larousse” – Círculo de Leitores, 2010;
- “Dicionário de História de Portugal – O 25 de Abril”, na temática do «Poder Local» - Editora Figueirinhas, 2016.
Exerce funções políticas como Deputado Municipal eleito na Assembleia Municipal de Mirandela e na Assembleia Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Terras de Trás-os-Montes.


II – Contencioso da Contratação Pública

Objetivos gerais:
- Conhecer o contencioso europeu dos contratos públicos;
- Conhecer o contencioso português em matéria de contratos públicos;

Objetivos específicos:
- Enunciar os princípios enformadores das normas europeias em matéria de contencioso contratação pública;
- Enunciar o âmbito da jurisdição administrativa em matéria da contratação pública;
- Enunciar os mecanismos processuais presentes no CPTA;
- Especificar a ação administrativa urgente em matéria de contratação pública;
- Especificar a impugnação do ato de adjudicação (artigo 103.º-A);
- Especificar o decretamento de medidas provisórias e cautelares em matéria de contratos públicos (artigo 103.º-B);
- Especificar o campo de aplicação da arbitragem relativa ao contencioso dos contratos públicos;
- Propor uma nova solução para a apreciação dos litígios pré-contratuais.

Apresentação por:
Rui Duarte Rocha
Mestrando em Direito Administrativo pela Escola de Direito da Universidade do Minho.

Público-alvo: Comunidade Académica e Científica, Quadros Dirigentes e de Chefia, Técnicos Superiores e Técnicos com intervenção na área da Gestão de Recursos Humanos; Consultores Jurídicos da Administração Pública e Outros interessados.

Grande Auditório da EsACT
Dia 7 de abril de 2017
Das 14h00 às 17h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Seminário "Grandes Eventos e o seu Impacto nos Territórios"

Os grandes eventos, desportivos, culturais e sociais são cada vez mais fator determinante para a promoção e dinamização dos Territórios, afirmando-se como uma ferramenta altamente valiosa para criar valor à sociedade e aos seus agentes. O impacto territorial é proporcional à dimensão de cada acontecimento, quando estes seguem uma linha integradora dos valores territoriais e contribuem, numa linha de promoção global, para a sua afirmação, dinamização e valorização.

Sessão por:
Paulo Costa
Diretor Geral da GlobalSport – eventos, marketing e comunicação
Licenciado em Gestão do Desporto pela Universidade da Maia
Diretor Geral da GlobalSport – eventos, marketing e comunicação
Fundador do circuito EDP Running Wonders – Meias Maratonas em Patrimónios Mundiais
Presidente da EMCODOURO S.A. – Exportação de produtos do Douro
Presidente da Confraria das Aldeias e Aldeões de Portugal
Presidente da Associação Portuguesa de Marketing Rural e Agronegócio
Diretor da Associação Portuguesa de Gestão do Desporto
Diretor da Douro Generation – Associação de Desenvolvimento local
Diretor da APOPA – Associação Portuguesa de Organizadores de Provas de Estrada
Gestor Desportivo do Ano – Portugal 2013

Objetivos gerais:
- Proporcionar aos participantes uma reflexão acerca da estratégia de Marketing aplicada aos territórios.

Objetivos Específicos:
- Compreender a criação de parcerias como fator fundamental de desenvolvimento territorial.
- Compreender os fatores que impulsionam e geram notoriedade nos territórios.

Público-Alvo: comunidade académica, quadros técnicos e dirigentes de instituições turísticas e culturais, empresários de unidades de alojamento e restauração e outros interessados.

Auditório da EsACT 
Dia 05 de abril de 2017
Das 14h30 às 16h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Pelo quarto ano consecutivo, o Instituto Politécnico de Bragança é considerado o melhor Instituto Politécnico em Portugal pelo ranking internacional U-Multirank

A quarta edição do ranking internacional U-Multirank (www.u-multirank.eu) volta a considerar o Instituto Politécnico de Bragança como o melhor Instituto Politécnico em Portugal. O U-Multirank é um ranking promovido e financiado pela União Europeia, tendo a edição de 2017 avaliado e seriado cerca de 1500 Instituições de Ensino Superior de 99 países de todo o mundo. De acordo com a metodologia do ranking, as instituições são avaliadas através de 35 indicadores, agrupados em cinco áreas de intervenção: ensino, investigação, transferência de conhecimento, internacionalização e envolvimento regional. O ranking das instituições é estabelecido de acordo com o número de classificações com a pontuação máxima (categoria A) nos 35 indicadores avaliados.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Ciclo de Palestras em Administração Autárquica - Aspetos do Procedimento Disciplinar na Administração Pública

A Lei n.º 35/2014, de 20 de junho, que aprovou a Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas - LTFP, integrou, com alterações e nos art.s 176º e ss., a matéria disciplinar contida na revogada Lei nº 58/2008, de 09.09 (Estatuto Disciplinar dos Trabalhadores que exercem funções públicas).

O procedimento disciplinar em causa tem vindo a suscitar o interesse de alguma doutrina portuguesa, tendo em conta a sua importância e aplicabilidade prática. Neste contexto, a presente palestra tem como objetivo analisar algumas fases do processo disciplinar comum (instrução do processo, acusação e defesa do trabalhador).

Objetivos gerais:
- Interiorizar as fases do Processo Disciplinar Comum.
- Desenvolver aspetos práticos a respeito da instrução e da defesa.
- Enquadramento do Processo de Inquérito.

Objetivos Específicos:
- Lavrar um auto de inquirição de testemunha.
- Deduzir uma acusação.
- Elaborar uma defesa.

Público-alvo: Comunidade Académica e Científica, Quadros Dirigentes e de Chefia, Técnicos Superiores e Técnicos com intervenção na área da Gestão de Recursos Humanos; Consultores Jurídicos da Administração Pública e Outros interessados.

Apresentação por:
JOSÉ  HENRIQUES
Licenciado em Direito pela Universidade Católica do Porto; em Derecho pela Universidade de Vigo; e em Filosofia, pela Universidade Católica de Braga. Mestre em Direito pela Universidade Católica do Porto. Possui várias Pós-Graduações pela Universidade Católica do Porto e pela Universidade do Minho. Titular de DEA – Diploma de Estudios Avanzados, pela Universidade de Vigo, tendo sido membro do Departamento de Direito da Universidade de Vigo.

Desde 1997 que exerce funções docentes no Instituto Politécnico do Porto (IPP), atualmente como Professor Adjunto no ISCAP. Integrou o Conselho Científico, o Conselho Pedagógico e Coordenou o Departamento de Direito e Humanidades da extinta ESEIG-IPP. Advogado especialista em Direito Administrativo, datando de 1986 a sua inscrição na Ordem dos Advogados. Está inscrito como advogado no Colégio de Abogados de Espanha. Foi advogado avençado do IPP. É ainda autor de vários artigos e co-autor do livro “Manual de Direito e Cidadania”, publicado pela Almedina, que já prepara a 4ª edição. 

Grande Auditório da EsACT
Dia 31 de março de 2017
Das 14h30 às 17h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Eleição do 3º Conselho Geral do IPB

Informa-se a comunidade Académica que está em curso o processo de Eleição do Conselho Geral do IPB para o Quadriénio 2017-2021

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Seminário "A Estratégia de Marketing Turístico de Montalegre"

Os territórios de baixa densidade apresentam vários desafios ao desenvolvimento turístico, requerendo a inovação de um papel determinante para a sua atratividade. Reconhecendo as boas práticas, na conservação das observâncias socioculturais e turísticas, a EsACT-IPB organiza mais um Seminário, do Mestrado em Marketing Turístico, subordinado ao tema: “A Estratégia de Marketing Turístico de Montalegre” onde se analisará o verdadeiro Case Study da Estratégia de Marketing Turístico de Montalegre. Este concelho rural é palco de alguns dos mais notórios e inovadores eventos turísticos que ocorrem em Portugal como seja a Sexta feira 13, o Congresso de Medicina Popular ou a Feira do Fumeiro de Montalegre, exemplificando como o património imaterial aliado à inovação poderá ser gerador de valor nos territórios deprimidos.

Sessão por:
David Teixeira
Vice-presidente da Câmara Municipal de Montalegre

Licenciado pela Universidade Católica do Porto.
Master em Turismo e Gestão Hoteleira, pelo ISCET – Porto
Mestrado em “Património e Turismo” na Universidade do Minho em 2006.
Diretor da Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega.
Entre 2003 e 2013, assumiu o cargo de presidente do Ecomuseu de Barroso.

Objetivos gerais:
- Proporcionar aos participantes uma reflexão sobre a importância de uma estratégia de Marketing aplicada a um Território.

Objetivos Específicos:
- Entender a inovação como fator fundamental de desenvolvimento;
- Identificar e analisar as grandes tendências atuais e emergentes sobre os mercados turísticos;
- Compreender e promover os fatores que impulsionam e tornam impreterível a inovação no turismo como forma de criar e manter vantagens competitivas dos destinos.

Auditório da EsACT
Dia 29 de março de 2017
Das 14h30 às 16h00

Público-Alvo: comunidade académica, quadros técnicos e dirigentes de instituições turísticas e culturais, empresários de unidades de alojamento e restauração.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

MOSTRA 2017 - A EsACT-IPB na INtimidade

A MOSTRA é um rótulo consolidado da EsACT-IPB, cujo foco incide na vontade e necessidade de uma aproximação entre a academia e o entorno e que pretende difundir junto do público as competências da EsACT-IPB nas áreas da Comunicação, da Administração e do Turismo Tradicionalmente, a academia vai à cidade, e em lugares quotidianos habituados a outras práticas, exprime e divulga os resultados da atividade dos alunos nas valências que a EsACT-IPB domina. É neste registo que nos temos posicionado desde 2008, misturando-nos com o publico e integrando o quotidiano da cidade.

Na edição de 2017, muito por culpa da existência de um novo edifício, que muitos conhecem já por fora, abrimos de par em par as portas da academia e convidamos à intromissão, à participação, à partilha, à mistura, nas tarefas diárias da EsACT-IPB.

Convidamos, àqueles que assim o desejarem, a partilhar a INtimidade da EsACT-IPB.

Venham fazer parte da academia, assistam e participem em aulas mais teóricas em anfiteatro ou sala, aulas práticas em laboratórios ou estúdios específicos, visitem os serviços administrativos, participem em atividades elaboradas especificamente para a MOSTRA2017

De 27 a 29 de março seja mais um entre nós.

Disfrute do Art Space - exposições nos corredores, desperte conceitos e perspetivas, aprenda com o Quiosque do Cidadão. Participe no Press Start - uma seleção de trabalhos audiovisuais. Para públicos mais seniores preparámos a Tecnologia Sénior e a Segurança para Pais, para os mais intrépidos e para quem for competitivo, temos o desafio da noite de jogos e jogares, neste registo também o Zoom In - uma apresentação de jogos feitos na escola. Participe no Marketing Talks no Teatro de Bolso - Especialistas de marketing partilham estratégias de marketing, desafie-se no Quiz Quem Quer ser Maketeer?, queremos saber quem percebe mais de marcas. Durante os três dias, uma equipa de alunos estará à disposição da comunidade para fazer visitas guiadas à escola.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Ciclo de Palestras em Administração Autárquica - Aspetos do Procedimento Disciplinar na Administração Pública

A Lei n.º 35/2014, de 20 de junho, que aprovou a Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas - LTFP, integrou, com alterações e nos art.s 176º e ss., a matéria disciplinar contida na revogada Lei nº 58/2008, de 09.09 (Estatuto Disciplinar dos Trabalhadores que exercem funções públicas).

O procedimento disciplinar em causa tem vindo a suscitar o interesse de alguma doutrina portuguesa, tendo em conta a sua importância e aplicabilidade prática. Neste contexto, a presente palestra tem como objetivo analisar algumas fases do processo disciplinar comum (instrução do processo, acusação e defesa do trabalhador).

Objetivos gerais: 
- Interiorizar as fases do Processo Disciplinar Comum.
- Desenvolver aspetos práticos a respeito da instrução e da defesa.
- Enquadramento do Processo de Inquérito. 

Objetivos Específicos:
- Lavrar um auto de inquirição de testemunha.
- Deduzir uma acusação.
- Elaborar uma defesa.

Público-alvo: Comunidade Académica e Científica, Quadros Dirigentes e de Chefia, Técnicos Superiores e Técnicos com intervenção na área da Gestão de Recursos Humanos; Consultores Jurídicos da Administração Pública e Outros interessados.

Apresentação por:

JOSÉ  HENRIQUES
Licenciado em Direito pela Universidade Católica do Porto; em Derecho pela Universidade de Vigo; e em Filosofia, pela Universidade Católica de Braga. Mestre em Direito pela Universidade Católica do Porto. Possui várias Pós-Graduações pela Universidade Católica do Porto e pela Universidade do Minho. Titular de DEA – Diploma de Estudios Avanzados, pela Universidade de Vigo, tendo sido membro do Departamento de Direito da Universidade de Vigo.

Desde 1997 que exerce funções docentes no Instituto Politécnico do Porto (IPP), atualmente como Professor Adjunto no ISCAP. Integrou o Conselho Científico, o Conselho Pedagógico e Coordenou o Departamento de Direito e Humanidades da extinta ESEIG-IPP. Advogado especialista em Direito Administrativo, datando de 1986 a sua inscrição na Ordem dos Advogados. Está inscrito como advogado no Colégio de Abogados de Espanha. Foi advogado avençado do IPP. É ainda autor de vários artigos e co-autor do livro “Manual de Direito e Cidadania”, publicado pela Almedina, que já prepara a 4ª edição.

Grande Auditório da EsACT
Dia 31 de março de 2017
Das 15h00 às 17h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

III Congresso Ibero-Americano de Empreendedorismo, Energia, Ambiente e Tecnologia (CIEEMAT)

A 3ª edição do CIEEMAT irá decorrer no IPB, de 12 a 14 de julho de 2017, depois das duas primeiras edições realizadas no Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET/RJ), Campus de Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Brasil. Esta edição do CIEEMAT é promovida pelo Instituto Politécnico de Bragança (IPB) em coorganização com o CEFET/RJ e a Universidade da Corunha (UC), Espanha. O CIEEMAT pretende ser um encontro privilegiado de profissionais, investigadores, professores e estudantes dos países Ibero-Americanos que desenvolvem a sua atividade nas áreas da energia e ambiente e congregam em torno delas o empreendedorismo e a inovação tecnológica.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Seminário "O desafio do desenvolvimento para o [Museu do] Douro, um território Património da Humanidade."

O Museu do Douro, como museu de território, tem por missão a representação do património natural e cultural da Região Demarcada do Douro – consagrada com o estatuto de Património Mundial pela UNESCO em 2001 como paisagem cultural, evolutiva e viva -, distinguido internacionalmente como uma estrutura cultural e turística de referência.

A gestão do Museu do Douro está a cargo da Fundação Museu do Douro, F.P. tendo envolvido, nos últimos dez anos de existência, mais de um milhão e trezentas mil pessoas nas atividades e projetos culturais, descentralizados por espaços do Eixo Douro-Duero, com destaque para a Região Demarcada do Douro, e mais de meio milhão de visitantes e participantes nas atividades centradas no edifício sede.

Este seminário pretende responder ao desafio de alargar o conceito de museu a um território de grande relevância histórica, patrimonial e turística; e mostrar como acompanha as dinâmicas do seu território e da (s) sua (s) comunidade (s).

Sessão por:
Fernando Seara licenciou-se em 1986 em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa FAUTL. A partir de 1986 exerceu a profissão de Arquiteto em regime de profissional liberal, em atelier próprio na cidade do Porto, no quadro do qual realizou inúmeros projetos, muitos dos quais executados.

Foi professor da Escola Secundária Soares dos Reis, Porto, nos anos letivos de 1986/87 e 1987/88.

Em 1992 criou no Porto, como sócio fundador, a firma Zute Arquitectos, Lda..

Desde 1997, a residir em Cambres (Douro) dá seguimento à sua atividade de arquiteto, ainda como sócio da empresa Zute Arquitectos, Lda., com atelier nas cidades de Peso da Régua e Porto.

Entre 2003 e 2004 foi membro da Comissão Executiva para as Comemorações dos 250 Anos da Região Demarcada do Douro.

Em Janeiro de 2005 foi nomeado, pelo Governo de Portugal, responsável pela gestão do projeto Velhos Guetos – Novas Centralidades, sedeado em Alagoas (Peso da Régua), financiado no âmbito da European Free Trade Association (EFTA), em parceria com o projeto similar para Rabo de Peixe, nos Açores. Exerceu funções de gestor deste projeto até à sua conclusão em setembro de 2008.

Integra desde 2011 o Conselho Geral do Agrupamento de Escolas João de Araújo Correia e Conselho Geral da Escola Profissional e Desenvolvimento Rural do Rodo.

Em dezembro de 2011 e sob consulta ao Conselho de Fundadores é designado por unanimidade do Conselho de Administração da Fundação Museu do Douro, Diretor do Museu do Douro, em dezembro de 2014 é renovado o cargo de Diretor Geral do Museu do Douro pelo período de 5 anos, funções que exerce desde essa data.

Objetivos gerais:
A declaração do Douro Vinhateiro como Património Mundial, consagrando o valor universal desta “paisagem cultural evolutiva viva”, exemplo singular da intervenção do homem na natureza em condições particularmente adversas, constituiu uma oportunidade decisiva para o desenvolvimento da região. Antes de mais, como fator estratégico para o reconhecimento regional, nacional e internacional dos valores do património cultural e patrimonial a preservar.

O Museu do Douro é um espaço museológico diferenciado, não só pelas abordagens temáticas inovadoras, mas também pela apresentação de conteúdos expositivos com recurso a renovadas linguagens, fundamental para a construção das representações e identidades das comunidades. Como estrutura cultural e turística de referência, distinguida pela qualidade e realização de programas diversificados que contribuem para um maior conhecimento e orgulho da identidade cultural da Região do Douro Património Mundial, tem como perspetivas no futuro continuar a desempenhar um papel ativo no desenvolvimento sociocultural da região, contribuir para o reforço de estruturas de animação cultural de apoio à atividade turística, contribuir para o reforço e divulgação da imagem de qualidade dos produtos regionais, em particular os vinhos, através da valorização da sua componente históricocultural, contribuir para uma maior integração da região nas rotas internacionais de enoturismo e de turismo cultural, reforçando a sua imagem como primeira região vitícola demarcada e regulamentada do mundo e como “paisagem cultural evolutiva e viva”.

Objetivos Específicos:
O grande desafio para o Douro Património Mundial é executar uma estratégia que assente em quatro áreas prioritárias: o vinho, a paisagem, a cultura e o desenvolvimento. Presentemente e face às tendências de crescimento dos fluxos turísticos à escala mundial, os desafios que se tendem a colocar ao museu de território, enquanto agente do processo de desenvolvimento cultural e de valorização das pessoas, determinam, por um lado, a exploração de novas relações e interações com os mais variados stakeholders do mercado regional, nacional e internacional.

Por outro lado, prosseguir com o trabalho nos domínios da valorização e interpretação dos recursos patrimoniais da Região Demarcada do Douro, de dinamização da Rede de Museus do Douro e de apoio técnico a iniciativas museológicas locais, de promoção artística e cultural contemporânea, e de articulação com outros projetos de integração nas rotas internacionais de enoturismo e turismo cultural.

Por último, torna-se premente conhecer melhor o turista que visita o território e os seus impactos.

Grande Auditório da EsACT
Dia 15 de março de 2017
Das 14h30 às 16h00

Público-Alvo: comunidade local e regional, comunidade académica, quadros técnicos e dirigentes de instituições turísticas, e empresários de unidades de alojamento e restauração.

 

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Ciclo de Palestras em Administração Autárquica – Medidas de tutela da legalidade urbanística

A problemática em torno da tutela e restauração da legalidade urbanística não é recente nem o seu tratamento é estranho à doutrina e jurisprudência que, há vários anos, se debatem com o tratamento das questões ligadas à construção ilegal. De facto, a clandestinidade exige do ordenamento jurídico um exercíc adaptação à realidade, reforçado pela perenidade das situações de facto criadas, e cria situações de desigualdade muitas vezes insanáveis.

Desde logo, ao executar-se uma operação urbanística de forma aleatória e desprovida de controlo, está a vedar-se à Administração Pública, e em partícular, à Administração Local, uma efetiva intervenção na organização do território, ao nível do planeamento e da gestão urbanística. Por outra via, a execução ilegal de construções dificulta a consolidação de uma política urbanística coesa e responsável, obrigando a dar resposta a situações já existentes em vez de programar o desenvolvimento para o futuro, comprometendo-se um desenvolvimento urbanístico sustentável.

A presente palestra visa dar a conhecer as possibilidades de tutela da legalidade urbanística oferecidas pela jurisdição cível e os mecanismos processuais de a operar.

Palestra por:
Dr. José Eduardo Lima
Procurador da República

Objetivo Geral:
A presente palestra visa dar a conhecer indicações concretas e úteis sobre a tramitação e decisão dos procedimentos de tutela da legalidade urbanística, analisando o modo como têm sido aplicados (e controlados pelos Tribunais) e a forma como a sua concretização pode ser melhorada pelos serviços municipais.

Objetivos Específicos:
− perceber o conceito de interesse difuso; distingui-lo do conceito de direito subjetivo;
− identificar realidades enquadráveis no conceito de interesses difusos; o caso do urbanismo;
− reconhecer os meios processuais oferecidos para a tutela de interesses difusos;
− dar a conhecer o papel concreto do Ministério Público na tutela dos interesses difusos, no âmbito da jurisdição cível;
− trabalhar sobre os mecanismos processuais de reação a violações da legalidade urbanística, tendo por base casos concretos colocados à decisão dos tribunais.

Público-alvo: comunidade académica, dirigentes e técnicos da Administração Local, das áreas do planeamento e ordenamento do território, gestão urbanística e engenharia municipal, colaboradores técnicos externos da Administração naqueles domínios, e outros interessados.

Grande Auditório da EsACT
Dia 17 de março de 2017
Das 14h30 às 17h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Job Party na EsACT e na ESA

O Gabinete de Empreendedorismo e Empregabilidade do IPB realiza, na próxima quinta, dia 16 de março, em Mirandela e Bragança, dois eventos que pretendem contribuir para a melhor preparação e integração dos alunos no mercado de trabalho.

Trata-se de uma ótima oportunidade para saber mais sobre o que as empresas esperam dos candidatos a ofertas de trabalho. Os temas a debater serão:
  • WORKSHOP SOFTSKILS (treina as 5 competências mais valorizadas pelo mercado)
  • VEM FAZER UM CV IMBATÍVEL
  • PREPARA-TE PARA UMA ENTREVISTA DE EMPREGO
Dia 16 de março de 2017 às 9h no Grande Auditório da EsACT

Entrada livre mediante inscrição.
Inscrições aqui: https://goo.gl/forms/B3we5gIEwvHxLsUR2

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Venda de bovinos

O Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior Agrária, Unidades deExperimentação Agropecuárias (UEA’s), torna público que, no dia 11 de Marçodo presente ano, pelas 14:30horas, na Quinta do Poulão - Nogueira, vai realizarum leilão para a venda dos seguintes bovinos

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Bolsa de Investigação de Mestre (M/F) - Ref. Mestre_ POCI-01-0247-FEDER-017570

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 Bolsa de Investigação de Mestre no âmbito do Projeto Extra LightSafeShoe Desenvolvimento de soluções poliméricas para calçado (projeto SI I&DT - Projetos em Co-Promoção POCI-01-0247-FEDER-17570) cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER)

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Bolsa de Investigação de Pós-doutoramento (M/F) - Ref. BPD_POCI-01-0247-FEDER-017570

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 Bolsa de Investigação de Pós-Doutoramento no âmbito do Projeto Extra LightSafeShoe – Desenvolvimento de soluções poliméricas para calçado (SI I&DT - Projetos em Co-Promoção, com a referência POCI-01-0247-FEDER-017570) cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Region

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO (BI) - Bolsa de investigação para Licenciado

Ao Abrigo do Regulamento de Bolsas do Instituto Politécnico de Bragança, aprovado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, nos termos da Lei no 40/2004 de 18 de Agosto, encontra-se aberto concurso para apresentação de candidaturas a uma Bolsa de Investigação (BI) para Licenciado para um período de cinco (5) meses.

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Seminário "O contributo dos voos low cost na expansão dos hostels, na cidade do Porto."

A cidade do Porto voltou a ser escolhida como melhor destino europeu, pela European Best Destinations, no dia 10 de fevereiro. Este prémio faz jus à cidade e atesta o seu potencial e atratividade, não só para os portuenses e/ou portugueses, mas também para os turistas e operadores.


Este seminário explorará um dos fenómenos económicos (a dinamização da presença de companhias low cost) que mais contribuiu para a excelente performance apresentada pelo Turismo em Portugal e no Porto em particular. 

Sessão por:
António Franco
Mestre em Economia e Gestão da Inovação,  Faculdade de Economia do Porto.

Desenvolve trabalho na área da consultadoria no suporte à gestão de negócios de PME. Com um core business assente na prestação de serviços no apoio nas áreas tão variadas como a comunicação, gestão financeira e estratégia (em regime de outsourcing).

Especialista em Economia da Inovação, interessado pela área do turismo mais concretamente pelo Turismo Sustentável e Alojamento Local e sua importância nos rendimentos das famílias. Defensor de uma gestão criativa das organizações como motor do crescimento e desenvolvimento sustentável das mesmas.

Objetivos geral:
A importância do aumento do número das rotas efetuadas pelas companhias aéreas de baixo custo, com o seu modelo de negócios inovador e, consequente, aumento de novos fluxos turísticos, no desenvolvimento das regiões: o caso da cidade do Porto.

Objetivos específicos:
- Verificar a tendência de uma nova e crescente oferta turística: o caso do Alojamento Local, como resposta a uma procura específica: Turismo Jovem, os chamados backpackers.
- Verificar a importância da Inovação (novas tecnologias) no sucesso dos modelos de negócio que são as companhias aéreas de baixo custo LCC’s e o Alojamento Local.
- Conhecer a importância que o Alojamento Local tem no rendimento das famílias.

Público-Alvo: comunidade académica e científica, quadros técnicos e dirigentes de instituições turísticas, profissionais ligados a unidades de alojamento e restauração, outros.

Grande Auditório da EsACT
Dia 8 de março de 2017
Das 14h30 às 16h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Seminário: Engenharia Mecânica, Processos Produtivos e a Indústria

6 de março 2017 Auditório da ESTiG, Alcínio Miguel

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Seminário "Tendências e Inovação em Turismo: que implicações para a gastronomia?"

A EsACT-IPB tem vindo a afirmar-se como um agente dinamizador da realidade turística da região, fomentando a difusão de um vasto conjunto de conhecimentos que potenciam oportunidades de desenvolvimento. Este seminário é um momento singular de interação com um dos principais académicos da área do Turismo, em Portugal, que irá abordar uma temática decisiva para a criação de valor e diferenciação da Gastronomia e Turismo, temática global, mas com particular interesse para o Nordeste Transmontano e, manifestamente, Mirandela.

Sessão por:

Carlos Fernandes

Doutorado em Turismo (Bournemouth University, R.U.)
Coordenador da Licenciatura em Turismo no Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC)
Docente do Mestrado em Turismo, Inovação e Desenvolvimento do IPVC

Investigador do CETRAD/UTAD
UNWTO Panel of Experts for the World Tourism Barometer
Perito do International Institute of Gastronomy, Culture, Arts and Tourism
Membro do ATLAS Gastronomy and Tourism Research Group
Membro do Júri da Plataforma Região Europeia da Gastronomia
Perito em turismo alternativo para o Conselho da Europa
Juiz/Grão Mestre da Confraria dos Gastrónomos do Minho
Ex-proprietário e dirigente de várias unidades de restauração nos EUA


Objetivos gerais:

- Proporcionar aos participantes uma reflexão e debate sobre as mudanças no mercado turístico, como a gastronomia pode proporcionar aos turistas experiências inovadoras e como a gastronomia poderá contribuir para o desenvolvimento local e regional. 


Objetivos Específicos:

- Identificar e analisar as grandes tendências atuais e emergentes sobre os mercados turísticos;
- Compreender e promover os fatores que impulsionam e tornam impreterível a inovação no turismo como forma de criar e manter vantagens competitivas dos destinos;
-Capacitar para a reflexão crítica das tendências, conceitos e ideias para entender como capitalizar o potencial gastronómico na oferta turística local.

Público-alvo: comunidade académica e científica, quadros técnicos e dirigentes de instituições turísticas, profissionais ligados a unidades de alojamento e restauração, outros.

Grande Auditório da EsACT
Dia 1 de março de 2017
Das 15h00 às 17h00

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)

Anúncio para atribuição de Bolsa de Investigação

Encontra-se aberto concurso para atribuição de uma Bolsa de Investigação (BI) para Licenciado no âmbito do projecto ARIMNET2/0002/2016, designado por “Beeheal – Promoting bee health for sustainable agriculture” financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (PIDDAC)

(Full Story) (28/abr/2017 20:43)